Sofia Marques dos Santos
Ballet Clássico e Barra no Solo

Durante a sua formação como bailarina, trabalhou com variadíssimos nomes conceituados na área da dança, dos quais se salientam Rui Horta (P), Ruth Silk (GB), Maria Franco(P), Carlos Caldas(P), Vânia Barbosa(P), Sheilah O´Reily(GB) , Denise Winmill (GB), no Ballet Clássico, e Rui Horta (P), João Fideiro (P), , Tony Hubert (GB) e Shirin Stave (EUA), Gillian Knight (GB) na área de Ballet Contemporâneo e Jazz , entre muitos outros.

Percurso

Iniciou as suas aulas de Ballet aos sete anos de idade na Escola de Bailado Fátima Valle da Veiga, onde concluiu o curso da Royal Academy of Dance. Em 1983 ingressou na Escola de Bailado Pirmin Treku.

Em 1986 iniciou as suas atividades como bailarina, ingressando na Companhia de Dança de Lisboa como Bailarina Bolseira a convite do diretor artístico, Rui Horta. Durante esta experiência teve a oportunidade de trabalhar com bailarinos como: Benvindo da Fonseca (Gulbenkian), Paulo Ribeiro (Companhia de Dança Paulo Ribeiro), João Fiadeiro (Gulbenkian, Escola Superior de Dança), Sónia Abrantes (Companhia Nacional de Bailado), Vitor Garcia (Escola Superior de Dança), Clara Andermatt (Compª D. C. A.), , Lise Hulse( EUA), Roland Hayes(EUA) e assim como alguns coreógrafos dos quais se salientam Rui Horta, Benvindo da Fonseca, Marc de Graef, Monica Levy, Marc Haim, Marc Bogaerts., Victor Garcia, entre outros.
Em 1987, a convite do Ciclo Português de Ópera foi bailarina na cantata cénica “Carmina Burana” e na Ópera “Carmen”, onde trabalhou com a coreógrafa Norma Lila (Academia de Dança Clássica de Brasília).
Em 1993 dedica-se à parte pedagógica como professora de Ballet Clássico no Colégio Nossa Senhora do Rosário. Paralelamente à vida docente consolida a sua formação como professora de Ballet e em 1996 obtém com Distinção o Teaching Certificate da Royal Academy of Dance, obtendo o título de Registered Teacher desta instituição. Continuou a sua formação, nomeadamente nas headquarters da Royal Academy of Dance e no Conservatório Nacional de Espanha, tendo aulas com examinadoras como Deborah Wayne, June Christian, Iaga Anthony, Margaret Barmes, Pauline Viny, Pauline Withers, entre muitas outras.
Após onze anos, em 2004, dá finalmente vida ao seu projeto, criando a Escola de Bailado, Espaço Dança, que, desde então, não tem deixado de obter sucessos nos palcos em que os seus alunos se apresentam. É por este caminho que, em 2017, essa vida é renovada e assume contornos de novo, alicerçados no antigo. Nasce agora a Oporto Ballet School, respondendo, assim, a tempos de desafio, prontamente aceites, e à responsabilidade, eticamente fundada, de ensinar.

Nos últimos anos foram vários os seus alunos que se destacaram, com prémios e bolsas de estudo nas melhores escolas europeias, salientando Rodrigo Pinto que se graduou como bolseiro na Royal Ballet School e atualmente é bailarino profissional numa das melhores companhias de Ballet Clássico da Europa.

Lançou igualmente outros bailarinos que se encontram agora em escolas de companhias de Bailado europeias para continuarem a sua formação em Dança.

Em 2016 a Oporto Ballet School é premiada com o “Outstanding School Award” pela conhecida instituição americana “Youth America Grand Prix”

 

Aulas

Ballet Vocacional

A vocação clássica da escola atinge o seu ponto mais brilhante na formação de jovens bailarinos e bailarinas que integram as classes do ensino vocacional.

Saber mais

Ballet Lúdico

A Oporto Ballet School oferece aulas de ballet na sua vertente lúdica, apostando, assim, numa abordagem ao universo balético que promove a concentração.

Saber mais